ATUACAO.jpg

ATUAÇÃO

A NefroQuality atua no tratamento dos seguintes problemas renais:

  • Insuficiência renal aguda: é uma perda súbita e na maioria dos casos reversível da função dos rins e dependendo da causa e gravidade pode ser necessário desde acompanhamento nefrológico conservador até terapia renal substitutiva de forma temporária. Saiba mais

  • Doença renal crônica: apesar da doença renal crônica ser progressiva e irreversível até o momento, com o tratamento conservador é possível reduzir a velocidade desta progressão ou estabilizar a doença; assim como também reduzir sintomas e prevenir complicações. Saiba mais

  • Doenças glomerulares: são afeções que envolvem uma parte do rim conhecida como glomérulo, esse envolvimento pode ser primário (próprio dele) ou secundário (doenças sistêmicas como Lúpus). Para seu diagnóstico quase sempre é necessário fazer uma biopsia renal. Pode se manifestar com pressão alta (hipertensão arterial), inchaço, urina com espuma (perda de proteínas) e se não tratada a tempo pode evoluir para insuficiência renal aguda e doença renal crônica terminal.

  • Doenças tubulointersticiais: são um grupo heterogêneo de doenças que compartilham como característica a inflamação de uma parte do rim conhecida como região tubulointersticial. Dentre elas se destacam a nefrite tubulointersticial aguda ou crônica, nefropatia por contraste, nefropatia por analgésicos, nefropatia por refluxo e o rim do mieloma, que também podem cursar com esta afecção. Seu diagnóstico pode ser realizado com uma boa anamnese, e dependendo do caso com uma biópsia renal, seu tratamento depende da causa, e nos casos graves e prolongados, pode levar a falência renal e necessidade de terapia renal substitutiva.

  • Hipertensão arterial sistêmica: também chamada por "pressão alta" é uma condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados da pressão arterial, seu diagnóstico se realiza com a presença de níveis de pressão arterial maiores ou iguais a 140/90mmHg, seu controle é realizado com uma dieta pobre em sal, atividade física e com o uso de medicações, e seu adequado controle é peça chave para evitar complicações cardiovasculares como infarto do miocárdio, isquemia cerebral e evitar a progressão da doença renal crônica, sendo neste último caso como causa, mas também como morbidade associada.

  • Infecções urináriasé definida pela presença de agente infeccioso na urina, em quantidades superiores a 100.000 unidades formadoras de colônias bacterianas por mililitro de urina (ufc/ml). A infecção urinária pode ser sintomática ou assintomática, sendo chamada neste último caso, de “bacteriúria assintomática”. Também pode acometer somente o trato urinário baixo, sendo chamada de “cistite”, ou afetar o trato urinário superior (infecção urinária alta), sendo chamada de “pielonefrite”. Saiba mais

  • Cálculo renal de repetição: o cálculo renal de forma repetitiva, também conhecido por "pedra nos rins" são sinal de que o metabolismo possui alguma alteração. Na maioria dos casos precisa ser investigada e tratada pois com o decorrer do tempo pode causar infecções urinarias de repetição, assim como disfunção renal crônica com necessidade de terapia renal substitutiva.

  • Doenças renais císticas: os cistos renais são dilatações de segmentos tubulares renais, que apresentam uma fina camada de células epiteliais recobrindo, são preenchidos por líquido claro e podem ser simples ou múltiplos, de causa genética como na doença renal policística autossômica dominante ou adquiridos como na doença renal crônica ou até mesmo por câncer. Podem ser assintomáticos ou com sintomas, como sangue na urina. Dependendo dos achados iniciais da ecografia podem ser necessários estudos adicionais.

  • Envolvimento renal nas doenças sistêmicas: como no diabetes mellitus, hipertensão arterial sistêmica, neoplasias hematológicas, doenças autoimunes, alteração dos sais minerais do sangue e do metabolismo ácido-base, entre outros. 

ATUACAO NEFROLOGIA.jpg